Kaká Andrade

09/07/2013, 10:37

Por Osmário Santos

Kaká Andrade. Foto: Valéria Lima

Antonio Carlos Porto de Andrade – Kaká Andrade - nasceu a 07 de abril de 1960, no povoado Sítios Novos, município de Canhoba. Seus pais: Orlando Gomes de Andrade e Leonice Vieira Porto de Andrade. Tem cinco irmãos: Orlando Porto de Andrade, Murilo Porto de Andrade, Roberto Porto de Andrade, Ana Roza de Andrade e Monica Porto de Andrade. É casado com Cristiane Souza Cardoso de Andrade e pai de João Victor Cardoso Porto de Andrade, 13 anos e Pedro Henrique Cardoso Porto de Andrade, 10 anos.

Passou sua infância e adolescência na cidade de Nossa Senhora de Lourdes, onde estudou até a 4ª série, concluindo seus estudos do primeiro grau na cidade de Gararu-SE. 

No ano de 1976 mudou-se para Aracaju, onde estudou todo o segundo grau no Colégio Salesiano.

Graduado em Engenharia Química e Química Industrial, pela Universidade Federal de Sergipe, já ocupou os cargos de Diretor Técnico da Administração Estadual do Meio Ambiente - Adema - e secretário de Estado do Meio Ambiente. Atualmente está na coordenadoria socioambiental do  Projeto  Águas de Sergipe, de responsabilidade da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos - Semarh. 

Atuou como professor, no Colégio Estadual Armindo Guaraná em São Cristóvão e Colégio Estadual Almirante Tamandaré, em Nossa Senhora de Lourdes, engenheiro químico do Instituto de Tecnologia e Pesquisa de Sergipe – ITPS –  e Petrobras Mineração S/A - Petromisa. 

Especialista (Pós-Graduação) em Engenharia de Segurança do Trabalho, pela Universidade Federal de Sergipe; Pós-Graduação MBA, Executivo em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas FGV/RJ; Pós-Graduação em Gerenciamento de Recursos Hídricos, pela Universidade Federal da Paraíba e Auditoria Governamental e Contabilidade Pública pela Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe – Fanese.

Especialista em Avaliação de Impactos Ambientais pela Universidade Federal de Pernambuco, também possui diversos cursos ligados à área, por exemplos: Tratamento de Esgotos Sanitários e Industriais; Qualidade Ambiental de Grandes Cidades; Recuperação de Áreas Degradadas; Legislação Ambiental; Ecologia e Impacto Ambiental, além de ter sido membro do Grupo de Trabalho do Estudo do Desenvolvimento dos Recursos Hídricos de Sergipe num Acordo de Cooperação entre o estado de Sergipe e o governo do Japão através da Japan International Cooperation Agency – JIKA.

Ocupou o cargo eletivo de vereador, em Nossa Senhora de Lourdes, Sergipe, no mandato de 1997 a 2000, tendo sido o vereador mais votado. 

Em 2004, vai para Canindé de São Francisco, quando participa ativamente da coordenação política da campanha de Orlando Porto de Andrade - Orlandinho, que em 2005 torna-se prefeito desse município. 

Exerceu o cargo de secretário especial do Desenvolvimento Municipal, Finanças e Meio Ambiente, do ano 2005 a 2010 e, do ano de 2010 até 2012, o cargo de Secretário Municipal da Gestão Governamental e do Meio Ambiente.

Durante sua gestão no município de Canindé de São Francisco - foi elaborado o Plano Diretor de Desenvolvimento Sustentável, projeto inovador, elaborado com a participação ativa de toda a sociedade de Canindé, através de diversas oficinas realizadas no município e que incorporou a variável socioambiental em toda a sua concepção.

Na área do saneamento ambiental participou ativamente da elaboração do projeto do Sistema de Tratamento dos Esgotos Sanitários de Canindé de São Francisco e cuja obra encontra-se concluída. “O projeto foi concebido de forma a atender toda a zona urbana da cidade, incluindo sua zona de expansão”.

No que se refere à Educação Ambiental, coordenou a elaboração da Agenda 21 Municipal, tendo sido o primeiro município sergipano a elaborar essa lei, participou ativamente do Coletivo Educador, todas essas ações realizadas com a participação ativa da sociedade civil. Ainda nessa área, enquanto gestor ambiental de Canindé de São Francisco, promoveu ações em que o estudante e o universo escolar fossem atores realmente efetivos, a exemplo do Programa Escola Amiga do Meio Ambiente, Concurso ambiental de Redação e de Vídeos ecológicos. 

Outro marco de sua gestão foi a criação da Semana da Água, com diversas atividades: palestras, debates, concursos ecológicos e incremento à Caminhada pela Vida, que nesse período se transformou no maior evento do gênero no Estado de Sergipe.

Também realizou diversas campanhas de limpeza das praias de Canindé, juntamente com a ONG Unidos Pelo São Francisco, enfatizando sempre a importância da conscientização da preservação do Rio São Francisco. 

Trabalhou junto á CODEVASF e Instituto Xingó e Colônia de Pescadores em diversas campanhas de repovoamento com peixes nativos no rio São Francisco, conscientizando-os sempre da importância de se respeitar os limites do rio bem como do seu respectivo defeso.

Na área da Caatinga, foi ciado o Projeto ARBORIZAR, através do qual foram distribuídas milhares de mudas de espécies nativas dos viveiros da Chesf e Instituto Vida Ativa além de diversas campanhas de plantio de mudas no morro de Cruzeiro e áreas de preservação do Projeto Califórnia, tendo sempre a participação da sociedade através dos Trilheiros da Caatinga, MST, funcionários da prefeitura e Unidos Pelo São Francisco. 

Por seu intermédio, Canindé possui representação junto ao GPCD (Grupo Permanente de Combate à Desertificação), tendo contribuído diretamente na elaboração do Plano Estadual de Combate aos Efeitos e Mitigação da Seca, motivo pelo qual a Conferência Estadual preparatória para a RIO+20 ter-se realizado naquele município e tendo representante na Conferência Regional em Fortaleza/CE.

Na área da Gestão Governamental liderou a equipe de governo do prefeito Orlandinho de 2005 a 2012 - promovendo a transformação do município de Canindé de um município violento e cujos recursos públicos eram mal geridos, tendo recebido uma dívida, à época superior aos 22 milhões de reais. Promoveu o saneamento das dívidas.

 “O município passou a ter credibilidade, a autoestima do povo foi restituída através da valorização da cultura, dos personagens locais e da promoção turística do município, que passou a ser o 2º maior destino turístico do estado”.

 A tocha Pan-americana passou pela cidade, o projeto Caravana da Música e do Esporte, patrocinado pela ONU e diversos outros eventos nacionais também passaram por Canindé, projetando o município como pacífico, ordeiro, e dando estabilidade política e administrativa fazendo com que Canindé fosse destino de investidores, turistas nacionais e internacionais e se transformando no município que mais cresceu em Sergipe nos últimos anos. “Nesse particular, vale ressaltar o brilhante trabalho da embaixatriz do Turismo de Sergipe, a nossa querida Silvinha Oliveira, a quem rendemos a nossa mais sincera e justa homenagem”.

Em face de sua articulação política e da visibilidade do trabalho realizado em Canindé, e por seu reconhecimento em todo o Estado, foi convidado à suplência do então candidato ao Senado, Eduardo Amorim, tendo tido participação ativa na campanha que culminou com uma votação de 625.959 votos, a maior votação da história de Sergipe. 

ENVIAR
IMPRIMIR

Compartilhar: 



22/04/201417:33 Humberto Alves
Anteriores: